Início Outros Marco Paulo sentiu-se mal em direto na SIC

Marco Paulo sentiu-se mal em direto na SIC

6519
0

Marco Paulo regressou à SIC após luta contra o segundo cancro. Depois de cantar, não sabia que estava em direto, confessou sentir-se mal.

Marco Paulo sentiu-se mal em direto na SIC, onde foi falar da luta contra o segundo cancro.

O cantor foi o convidado desta quinta-feira, dia 8 de outubro, no programa Casa Feliz, da SIC. No dia em que João Baião celebra 57 anos de vida, o cantor volta a subir ao palco depois de ter enfrentado, desde dezembro de 2019, um cancro na mama. Com um brilho nos olhos, sorriso no rosto e assumindo tranquilamente o cabelo branco, Marco Paulo esteve à conversa com João Baião e Diana Chaves.

Entre a entrevista, a manhã foi preenchida por momentos musicais muito especiais em que Marco Paulo cantou alguns dos seus maiores sucessos. Após a primeira atuação musical, em que entoou o tema Como É Grande o Meu Amor Por Você, o artista, desconhecendo que estava em direto, confessou ter-se sentido mal.

«Posso falar?», pergunta antes de se sentar no sofá. «Fiquei com um bocado de dificuldade em apalpar o chão», afirma o cantor, visivelmente afetado. «Nós ajudamos», diz imediatamente Diana Chaves. «Está tudo bem, Marco?», pergunta João Baião, preocupado.

«Foi com os tratamentos, fiquei sem sensibilidade, por isso ando sempre a apalpar terreno», explica Marco Paulo
Marco Paulo pede apenas uma «águinha» e continua a falar com a companheira de César Peixoto, pensando que estava em ‘off’. «Foi com os tratamentos, fiquei sem sensibilidade, por isso ando sempre a apalpar terreno», explica.

O homem de 75 fica atrapalhado ao perceber que, afinal, as câmaras estiveram sempre ligadas. «Estamos no ar? Ai é? Não sabia que estava no ar», afirma.

No dia em que Marco Paulo volta à SIC e revela o regresso aos palcos já em março do próximo ano, relembrou os momentos mais complicados que viveu com a luta contra o cancro, mostrando-se feliz por ter superado mais uma batalha. «Depois de me ter aparecido cancro na mama não pensava que ia conseguir dar a volta tão rapidamente. Pensava que possivelmente ainda estaria a fazer tratamentos. Mas não, conseguimos todos», começa por dizer, agradecendo a toda a equipa médica.

«Nós homens pensamos que o cancro da mama nos passa ao lado», afirma, revelando que, no seu caso, deixou a «coisa adiantada». «Sentia os caroços mas nunca dei atenção. Tinha um bocadinho de vergonha de falar do assunto (…) Andava-me a queixar e depois  começou a sair um liquido escuro do mamilo, que não era sangue. A quantidade de liquido no mamilo secava e depois ficava uma crosta», relata.

O cantor explica que há 20 anos lhe custou muito mais enfrentar o cancro no cólon e que agora lidou com mais «naturalidade». No entanto, aproveita para deixar um aviso: «Cancro não é sinonimo de morte, mas se não tivermos o devido cuidado estamos sujeitos a morrer. Homens, façam a apalpação da mama!».

«Temeste pela vida?», pergunta João Baião. «Não», responde, garantindo que se agarrou à «fé» e à «vontade de viver», pensando que existem pessoas «bem piores» do que ele.

Quanto ao cabelo branco, Marco Paulo refere que já está mais do que habituado: «Já não me consigo ver sem o cabelo branco e sem a máscara na cara!». 

Leia mais em: https://www.novagente.pt

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here