Início Internacional Mourinho de regresso a casa

Mourinho de regresso a casa

13761
0
COMPARTILHE

Lá diz o ditado que “não há duas sem três”, e poderia ser isso mesmo que José Mourinho vai pensando por estes dias. De acordo com o jornal inglês The Sun, o treinador português volta a soar para o Chelsea.

José Mourinho pode treinar a equipa inglesa, sob a direção de Roman Abramovich, pela terceira vez na carreira. Os ingleses devem terminar a ligação com Maurizio Sarri e Mourinho seria novamente o favorito.

O treinador português chegou, pela primeira vez, a Stanford Bridge em 2004, logo após ganhar a Champions com o FC Porto. O início foi em grande, com o Chelsea a regressar às conquistas (duas Premier Leagues, uma Taça de Inglaterra, duas Taças da Liga e uma Supertaça inglesa), mas pouco depois, Mourinho sentiu a pressão do milionário russo, que parece ter dificuldades em manter o mesmo treinador muito tempo na liderança do projeto Chelsea.

Terminou em 2007 a primeira passagem de Mourinho e com uma indemnização milionária. Entretanto, o ‘Special One’, seguiu a sua carreira, falando sempre muito bem do Chelsea, como um clube onde foi feliz.

E onde haveria de regressar, entre 2013 e 2016, ganhando uma Premier League e uma Taça da Liga. O treinador voltou a ser despedido por Abramovich e novamente com muitos milhões em jogo.

Certo é que a história de Mourinho com o Chelsea poderia não estar ainda terminada e o seu nome volta a ser hipótese, em Londres. Este ano, Sarri foi a escolha e o treinador conseguiu ganhar uma Europa League, que não seria, ainda assim, suficiente para manter o emprego.

Durante as últimas semanas, tem-se falado mais na hipótese de Frank Lampard regressar ao Chelsea, agora como treinador, ele que tem feito um trabalho notável no Derby County, do Championship.

No entanto, de acordo com o The Sun, Lampard não é o único nome numa lista que até tem dois nomes portugueses. Além, de Mourinho, também Nuno Espírito Santo, do Wolverhampton, é desejado por Abramovic. Javi Gracia (Watford), Erik ten Hag (Ajax) e Massimiliano Allegri (ex-Juventus).

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here